Brasil

Estudo de caso

Cinegrafista nos conta o que torna a série MK atraente

NEW

A série de lentes MK tem um corpo leve ultracompacto e excelente desempenho de custo. O cinegrafista nos conta o que torna a série de lentes MK atraente.

A série de lentes MK foi adicionada à linha de lentes FUJINON Cine. A série de lentes MK herda seu desempenho óptico e resolve os problemas das lentes cinema e DSLR convencionais, tendo um corpo leve e ultracompacto com excelente desempenho de custo. Desta vez, o cinegrafista Maejima Kazuo, que muitas vezes filma com lentes DSLR, conta o que torna a série de lentes MK atraente através da filmagem de imagens.

Filme

Vídeo de introdução do produto

Filme promocional

Filme promocional -Execução-

O status quo no setor de produção cinematográfica

Embora câmeras de cinema de baixo custo tenham sido amplamente adotadas pelo mercado nos últimos anos, praticamente não há lentes de cinema dedicadas disponíveis. Em vez disso, inevitavelmente, na maioria dos casos, as lentes DSLR seriam usadas. Mas como essas lentes são essencialmente projetadas para fotografar, há certas situações em que suas limitações se tornam aparentes. Quando você está fotografando no local, onde cada segundo conta, pode ser difícil obter os resultados desejados usando lentes DSLR. Como a MK18-55mm T2.9 é uma lente de cinema desenvolvida especificamente para filmes, ela elimina todos os problemas de usabilidade associados às lentes DSLR. Depois, quero falar sobre o que diferencia a lente MK de uma lente DSLR quando a usei para fazer um filme – as diferenças em termos de seus elementos ópticos (internos) e elementos mecânicos (externos).

O nascimento de uma lente FUJINON Cine de 980 g

Quando recebi a lente MK18-55mm T2.9, a primeira coisa que me impressionou foi a sensação que ela transmitia de uma lente de cinema de alta qualidade. A sensação tátil de seu exterior e o torque suave dos anéis de foco/zoom/diafragma, tudo isso dá uma sensação de lente de cinema de alta qualidade. Assim como a mesma aparência compacta, limpa e imponente herdada de outras lentes FUJINON Cine, como as séries ZK e XK. Mas o que mais me surpreendeu foi seu peso leve: apenas 980 g. Uma crença comum entre os cinegrafistas é que as lentes de cinema precisam ser grandes e pesadas. Mas quando você colocar as mãos na lente MK, verá as coisas de outra maneira. No meu trabalho, eu geralmente filmo com lentes DSLR. O que costumava ser bom senso para mim se mostrou diferente: embora seja uma lente de cinema, ela é, na verdade, mais leve do que as lentes DSLR.

Diferenças das lentes DSLR: Aspectos ópticos (internos)

Em primeiro lugar, com relação aos elementos ópticos, há três pontos principais de diferença. Primeiro, o ponto focal não se desloca durante o zoom. Em outras palavras, você pode incorporar movimentos de zoom em seu filme. Isso é muito importante. Os zooms lentos em particular oferecem um tom cinematográfico extremamente eficaz. Depois de focar, você pode mudar para qualquer ângulo de visão – e isso também é uma grande vantagem. É muito demorado ter que reajustar o foco sempre que você mudar o ângulo de visão antes de filmar. Cada segundo conta, e isso coloca mais pressão durante uma filmagem. A MK18-55mm T2.9 não usa controles eletrônicos. O controle do movimento do foco é feito de forma óptica e mecânica. Assim, a precisão de foco é equivalente à de uma lente de cinema de alta qualidade.

O segundo ponto é que ela não tem alteração do ângulo de visão. Isso não está 100% suprimido, mas pelo menos eu achei bastante natural. Há muito estresse quando o ângulo de visão que você escolheu muda sempre que você foca em objetos. Acho que todo cinegrafista que filma com prazos curtos sabe do que estou falando. Em particular, quando você define o foco para uma cena importante, essa cena será arruinada se a lente tiver alteração do ângulo de visão.

O terceiro ponto é que não há deslocamento do eixo óptico. Pude perceber isso imediatamente durante o teste de filmagem. É muito importante ter uma lente que lhe dê uma sensação de segurança e confiabilidade, para que você possa se concentrar em filmar sem estresse ou com aquela sensação de desconforto.

Supressão de deslocamentos de foco durante o zoom

Elimine a alteração do ângulo de visão durante o foco

Supressão dos deslocamentos do eixo óptico

Diferenças das lentes DSLR: Aspectos mecânicos (externos)

Quanto aos elementos externos, os anéis de lente triplos totalmente manuais para foco, zoom e diafragma resolvem os aspectos menos satisfatórios das lentes DSLR. Com as lentes DSLR, enquanto o mecanismo de zoom usa um mecanismo manual, o foco e o diafragma são controlados eletricamente. E para o diafragma, muitas vezes não há um anel de diafragma na lente. E o que é mais incrível sobre a lente MK é que ela consegue incluir esse recurso, comumente encontrado em todas as lentes de cinema, com esse preço acessível. É desnecessário dizer que, como você pode operá-lo intuitivamente, o que você pretendia capturar pode ser refletido diretamente no filme.

Durante a filmagem, filmamos várias cenas com rack focus. O anel de foco, com seu ângulo de rotação de 200 graus, nos proporcionou controle suficiente e não tivemos problemas para alcançar um foco ajustado. Cinegrafistas experientes sabem como é difícil focar usando lentes DSLR. É claro que o foco, o zoom e o diafragma usam um passo de engrenagem de 0,8M, garantindo compatibilidade com acessórios de cinema de terceiros. Nosso filme completo foi feito usando o follow focus. O anel do diafragma pode ser operado sem cliques, e o fato de que o ruído de vibração e rotação não entram no filme também torna seguro usá-lo em situações de captura em que fazer várias repetições não funcionaria.

Três anéis de lente operados independentemente com passo de engrenagem de 0,8M

Follow focus fácil de usar com ângulo de rotação de foco de 200 graus

Diafragma sem costura que evita a vibração e o ruído

Excelente desempenho óptico herdado das lentes FUJINON Cine anteriores

Este filme é intitulado Edo Arts. Os objetos são propriedades culturais cujas tradições continuaram desde o Período Edo. O filme apresenta objetos altamente detalhados, como o bordado Edo shishū e o delicado corte de vidro conhecido como Edo kiriko. O desempenho de delineação da lente MK foi espetacular. Como você pode ver no filme, a resolução permitiu que a textura e a tonalidade do vidro e do bordado fossem reproduzidas com precisão.

As cenas de Edo kiriko foram filmadas em um espaço reduzido com apenas algumas lâmpadas, mas eu consegui fazer grande uso da velocidade T2.9. Poderíamos tornar a sala mais clara com uma fonte de luz extra, mas é uma grande vantagem poder capturar partes escuras enquanto mantemos sua atmosfera. Em cenas em que a quantidade de luz é limitada, a T2.9 pode ser usada em todo o intervalo de zoom, portanto, mesmo que você altere o comprimento focal, não há necessidade de reajustar a iluminação. Isso contribuiu muito para reduzir o tempo de filmagem. A qualidade de desfoque bokeh, que fez uso total da T2.9, também é bela e destaca o objeto de uma forma impressionante.

Ela reproduz o padrão detalhado do Edo kiriko

Podemos sentir a textura do Edo shishū

A velocidade T2.9 é uma grande vantagem em um espaço reduzido

Fortalecendo a linha com a MK50-135mm (lançada no verão de 2017)

Além da MK18-55mm, a MK50-135mm foi adicionada à linha da série de lentes MK no verão de 2017. A combinação das duas possibilitará cobrir todo o intervalo de comprimento focal de 18 a 135 mm, cobrindo assim todas as distâncias focais necessárias para a produção cinematográfica geral. Embora não pudéssemos usá-las juntas para esta sessão de filmagem, as lentes MK18-55mm e MK50-135mm compartilham o mesmo diâmetro frontal, diâmetro de filtro e posição de passo de engrenagem 0,8M. As duas lentes certamente se complementam com excelência. Não é algo realmente evidente, mas você pode dizer que eles prestaram atenção até mesmo aos mínimos detalhes.

A tão esperada série FUJINON MK

Como mencionei acima, a lentes da Série FUJINON MK são lentes que nós, cinegrafistas, temos esperado há muito tempo. Quando você olha para este produto, fica claro que a FUJINON estudou meticulosamente e abordou os problemas enfrentados pelos cinegrafistas que atualmente usam lentes DSLR. O preço também é razoável, o que significa que elas não são apenas lentes de cinema para alugar, como no passado, são lentes de cinema que você mesmo pode ter. Considerando o tempo que gasto fazendo um filme, eu estimo que conseguiria recuperar o custo de um conjunto dessas lentes em um ano. Que tipo de lentes a FUJINON lançará no futuro? Mal posso esperar para ver o próximo salto das lentes FUJINON Cine.